terça-feira, 27 de julho de 2010

A arte da sedução...

De vez em quando ouço alguns amigos a queixarem-se de que as respectivas namoradas não alinham nas suas vontades sexuais como eles querem e desejam. Ora, são esses mesmo amigos meus, que passam tardes livres de fim de semana no café a beber cerveja ou a jogar às cartas, quais velhos, mas com pouco mais de 20 anos. Não poucas vezes estas cenas passam-se em frente delas que lá vão aceitando tudo isto passivamente.
Às vezes apetece-me, ao ouvir tais queixas, puxar a mão atrás, ferrar uma chapada nos meus amigos e dizer: toma mas é juízo e vê lá se enxergas o que andas a fazer!
Eu tenho para mim que uma mulher precisa e gosta de ser mimada. Gosta de receber atenção e quando sente que isso acontece entrega-se de corpo e alma. Tenho para mim que assim é, de tal forma que a minha experiência mo diz, não é só teoria.
Tenho a certeza de que se cumprissem os serviços mínimos, apenas e só isso, as queixas reduziriam substancialmente. É que pelo que sei, até nem são desejos assim por aí além, e que para mim fazem parte daquilo que é o mínimo numa relação a dois.
Meus amigos, vejam lá se dão um pouco mais de vós, desçam do pedestal e tomem juízo, pois vão ver que não custa nada e vão notar a diferença. E vão ver também que elas mudam logo de postura. Não tenham medo de ceder. Mas para que isso aconteça, também vós tendes que mudar! E muito!

Sem comentários: