terça-feira, 30 de novembro de 2010

Uma década...

Antecipando já um pouco a chegada do novo ano, em 2011 cumpre-se uma década muito especial para mim, que se iniciou em 2001. A bem dizer, até terá talvez iniciado em 2000, mas seja como for, estes foram anos muito importantes e que recordarei sempre com muita saudade e nostalgia.

Esta foi uma das músicas desse ano de 2001 de que me lembro sempre quando faço contas ao tempo que vai passando.



PS: este não é um post nostálgico, mas sim alegre por tantas coisas boas vividas neste tempo.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Ainda sobre o Facebook

Desde que aderi ao facebook, à cerca de uma ano, que descobri uma série de coisas e vantagens que pensava não existirem numa rede social. Não são só os amigos ou conhecidos que se reencontram, a facilidade de contacto, as fotos ou outras cusquices... são sobretudo vídeos, textos e músicas que vão aparecendo neste ou naquele mural e que faço questão de ir tomando atenção. Já me surpreendi agradavelmente com coisas que por lá encontrei e apaixonei por outras que fizeram os meus dias mais felizes. Por isso meus amigos, continuem a publicar coisas bonitas e interessantes que eu estou atento.

domingo, 28 de novembro de 2010

Realmente...

o mundo mudou muito! E é incrível como a rede nos alterou completamente os hábitos e a forma de estar na vida. Às vezes ponho-me a pensar e fico espantado com a quantidade de horas que passo na net, e desde que aderi ao facebook ainda acrescentei mais uns quantos largos minutos ao longo do dia. É mesmo uma revolução.

sábado, 27 de novembro de 2010

Está ganho o dia!

Ainda sobre o Emmy aos talentos da Rita Pereira

Mais uma vez o grande Unas ajuda-nos a compreender este fenómeno!

"Amar nada mais é do que despertar aqueles a quem amamos para toda a grandeza de que são capazes."

Anónimo

No amor vale quase tudo, e uma das coisas mais interessantes e importantes, é que as pessoas puxam uma pela outra e conseguem alcançar sempre algo mais do que à partida podiam imaginar.

Emmy!

Este é provavelmente um dos movimentos mais interessantes da blogosfera! Depois da Rita Pereira nos ter brindado com as suas "boobs" na cerimónia dos Emmy's, agora é a vez das portuguesas mostrarem literalmente que não deixam os seus créditos e "talentos" por mãos alheias.
É ver para crer meus amigos!

Ao que parece começou pela mão da sempre atenta Polo Norte, mas já vai por aí fora, qual furacão Katrina!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Espectacular!

Ele há coisas do caraças! Este texto é uma delas!

150...

Nunca fui muito de escrever, sou mais de pensar e de falar. Se houvesse a possibilidade de ter um blog oral ou mental, o meu certamente teria muito mais conteúdo, além de que o interesse também aumentaria.

Às vezes ponho-me a pensar que se escrevesse uma pequena parte das coisas que penso diariamente, ou das conversas que vou tendo, este número já teria certamente duplicado. Mas enfim, até tenho melhorado. E pode ser que vá evoluindo e comecem a surgir mais e melhores posts!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Old School, not old fashion!


Palavras sábias estas! E há poucas coisas que me saibam tão bem, do que o ritual de sair para jantar a dois e partilhar a conversa com quem gosto!

Greve Geral...

... tudo na mesma!

É só isto que tenho a dizer sobre a greve! Hoje acordámos todos "felizes e contentes", fomos à nossa vida normal, a guerra de números é a do costume e o governo lá vai passeando a sua incompetência por entre os pingos da chuva. A miséria continuará, o país vai-se afundando e não há ninguém capaz de por cobro a esta situação.
Em breve teremos eleições para a presidência, onde ganhará o suspeito do costume, depois virão as eleições legislativas, e vou rir-me à brava se o Sócrates ganhar de novo. Ou em última instância, o PS. Não é que os outros sejam melhores, que não são, e ganhe quem ganhar as coisas só tendem a piorar, mas não deixará de ter a sua graça, depois de tudo isto que nos está a acontecer, esta gentinha ainda votar nos mesmos!
E posto isto, vamos à vida!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Natal...

Costuma dizer-se que "Natal é quando um Homem quiser", e o que é certo é que cada vez mais os Homens querem que seja mais cedo. Não pelas razões que estão na base desta célebre frase, mas por razões de ordem comercial e consumista. Por muito que se queira dar a volta, o Natal é o nascimento de Cristo, e se alguma vez isso deixar de ser assim, deixará, mais cedo ou mais tarde, de haver Natal, pois tenho para mim que toda esta febre das compras e demais fenómenos de consumo associados a esta data, não são suficientes para sustentar uma tradição durante muito tempo. Sem Cristo não há Natal. Podem inventar uma nova terminologia ou designação, o que até nem seria mau pois separavam-se as águas, mas esta quadra tem um sentido e um significado tão especiais, que não há como ignorar isso.
Posto isto, dizer ainda que o Natal só começa quando se inicia o Advento, que é precisamente o tempo de preparação para receber condignamente Aquele que virá dar-nos um exemplo inigualável e inquestionável de coragem e salvação. Prepare-mo-nos pois para O receber. As prendas são importantes, mas não deixemos de pensar também naquilo que é o essencial.
Isto de o Natal começar logo depois do regresso às aulas e de o Pai Natal substituir o Menino Jesus, não faz muito sentido, e serve apenas para nos distrair do fundamental e da mensagem que Ele nos veio transmitir.

«Olha que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, Eu entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo» (Ap. 3, 20). É um dos versículos mais belos da Bíblia. É uma experiência única e profundamente misteriosa. É feliz aquele a quem Jesus bate à porta do seu coração. Sim, é pela «porta» do coração que entra Cristo e dá a salvação ao homem. É no coração que se celebra o «banquete» que sacia a fome da Vida em abundância e se transforma a história em festa verdadeira.

sábado, 20 de novembro de 2010

O amor numa frase (24)

"Todos os tempos são bons para os que sabem trabalhar e têm como fazê-lo."


Carlos Slim


Esta, que me chegou por mail, não é bem sobre o amor no sentido das outras que aqui coloquei, mas sobre outra forma de amor que tem mais a ver com a auto-estima e a auto-confiança. Num próximo post explico melhor, pois tem a ver com um desenvolvimento da minha situação actual.

sábado, 13 de novembro de 2010

Sem tempo, mas com as recordações à flor da pele!

"The medium is the message"Marshall McLuhan!


Recordo esta frase, que tantas discussões originou nos meus tempos de faculdade, para fazer aqui um paralelo com uma pessoa que conheci há uns tempos. Antes disso, dizer que à volta desta citação, se preencheram aulas, trabalhos, testes e conversas de corredor, daquelas que duram tardes inteiras e que, mais do que o curso em si, preenchem hoje o meu imaginário, como aquilo que realmente interessou naquele tempo. Estudar é importante, mas o que está à volta, preenche-nos mais e prepara-nos muito mais para a vida do que qualquer outra coisa.


Tudo isto para dizer, que há uns tempos conheci uma rapariga quando fui fazer uma reportagem. Ela estava comigo na tribuna de imprensa e acabámos por trocar algumas impressões durante a realização do trabalho. Na altura nem o nome dela fixei, ou simplesmente sequer cheguei a perguntar! Mas um dia destes o destino encarregou-se de nos juntar de novo. E no local onde agora estou a trabalhar, heis que me surge uma menina que eu fixei, embora não a reconhecendo de imediato, mas que de repente me perguntou se eu não era a pessoa x que esteve com ela em determinado local, numa situação y. Era ela! 
Mas, não ficamos por aqui! No outro dia saímos para um trabalho e enquanto íamos de viagem fomos conversando. Conversa puxa conversa e não é que acabámos os dois a falar do sitio onde tínhamos estudado. Escusado será dizer que foi na mesma faculdade. Embora ela seja mais nova, as coincidências de e as memórias batiam certo e criou-se ali um belo momento de partilha! Não me recordo dela na faculdade, pois além de ela ter entrado já depois de mim, era de outro curso, mas tínhamos aulas na mesma zona, o que fez com que tivéssemos alguns professores em comum e também alguns amigos e conhecidos!
E pronto, assim se faz um dia, mais uma história engraçada para contar e se preenche o imaginário de que nas coisas simples é que reside o essencial da vida. A vida realmente é uma coisa fantástica, e o mundo pode dar muitas voltas, mas no que realmente importa, sobressaem sempre os detalhes e as coisas bonitas.

O amor numa frase (23)

"O amor é o único jogo no qual dois podem jogar e ambos ganharem."

Erma Freesman

E é tão bom quando se alcança a vitória no amor! São as mais saborosas e as mais marcantes. Mas ao mesmo tempo são as mais difíceis de alcançar e para as quais se tem de trabalhar mais e melhor!

domingo, 7 de novembro de 2010

Back to work! (continuação)


Como aqui referi anteriormente, voltei ao trabalho, e se por um lado é bom voltar ao activo e sentir de novo os objectivos à tona, por outro é difícil deixar de fazer uma série de coisas que andava a fazer nos últimos tempos. Ganha-se umas coisas e perde-se outras, e o balanço faz-se a cada dia que passa! Sinto falta das músicas novas que vou descobrindo, dos vídeos, dos filmes que agora não tenho tempo de ver, das notícias e leituras que ainda vou tentando acompanhar... e mais uma série de coisas.
Como a mudança foi de um dia para o outro, a alteração de ritmo também está a ser um esforço suplementar, dado que nos últimos meses, apesar de me tentar manter activo, o ritmo de trabalho baixou drasticamente e agora para recuperar custa um pouco. Uma diferença que eu noto, é que agora sinto mais alguma dificuldade em manter a concentração no trabalho durante mais tempo. Ultimamente ia fazendo as coisas num ritmo mais baixo e não precisava de estar tanto tempo concentrado, podendo parar quando achasse que devia, e agora tenho de tentar dar sempre um pouco mais.
Como estou a ingressar num projecto que está ainda a iniciar, as dificuldades são acrescidas e o trabalho é sempre bastante, o que por si só não é mau, o que é menos bom é que existe alguma desorganização e desorientação por parte de quem teve as ideias e agora as tem de materializar e transmitir aos colaboradores. Porque uma coisa é sonhar com um objectivo, outra bem diferente é implementar essas ideias no terreno.
Enfim, muita coisa há a fazer por estes dias, e enquanto vou pensando se será mesmo este o meu caminho, cá vou tentando voltar à forma máxima e desenvolver o meu trabalho o melhor que posso e sei.

sábado, 6 de novembro de 2010

"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar."

Carlos Drummond de Andrade


Palavras para quê!? É bonito demais para eu estar aqui a falar e a tecer mais comentários!