sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010... Crónica de um ano mau!!

Este terá sido para mim um dos piores da minha vida!

Para começar, dizer que o meu mau ano começou ainda em 2009, em Outubro, quando nos vimos pela última vez. Ainda hoje não há dia que não pense em ti e que não me arrependa de certa forma pela forma como as coisas aconteceram, pensando que se assim não fosse, ainda hoje estaríamos juntos e de bem um com o outro. Com um antecedente destes o ano só podia mesmo ter corrido mau.

Dois acontecimentos marcam de forma indelével o meu ano. Começando pela partida da minha avó, até ao desemprego, outras coisas aconteceram que marcam este período de uma forma menos boa e que recordarei sempre. Da minha avó as saudades são grandes, mas fica o consolo pelos muitos e bons anos em que pudemos partilhar a vida. Do desemprego, vou tentando reverter a situação convertendo o tempo livre para fazer coisas que estavam penduradas e que de certa forma servem como auto-formação. Se Deus quiser hei-de me safar!

Este foi também o ano em que me afastei um pouco mais do que devia e queria das coisas do alto. Não deixo de acreditar e de saber que Deus está comigo, mas por algum comodismo fui-me afastando. Espero poder compensar nos próximos tempos.

Das coisas más, vou tentar não dizer mais nada, tentando focar-me nas coisas que ainda assim marcaram este tempo pela positiva.

E das coisas positivas destaco claramente um grupo de pessoas que se cruzaram no meu caminho, e que fazem o favor de ser minhas amigas. Um grupo de pessoas demasiado queridas e que por mim têm uma admiração e estima tão grande, que não sei como é possível. Só espero poder retribuir sempre em igual medida e que continuemos a dar-nos como até aqui. Obrigado do fundo do coração por serem uma luz em toda esta escuridão.

Este foi também o ano em que um amigo que andava um pouco afastado parece querer regressar ao convívio do grupo, trazendo assim "O Espírito" de novo à tona e fazendo com que o grupo se reuna mais vezes, tal como antigamente para grandes jornadas de convívio.

Referir também mais alguns amigos que apesar da distância, territorial e temporal, que nos vai separando, nunca se esquecem de mim, tal como eu não me esqueço deles. Obrigado por continuarem comigo.

Como se percebe facilmente o meu ano foi marcado aqui e ali por alguns momentos que trazem luz e cor, mas não substituem as coisas más. Até posso tentar relativizar e pensar que apesar de tudo não foi assim tão mau, mas quando penso nas perspectivas e naquilo que já podia e devia ter feito até esta altura, fico com a clara sensação de muita coisa falta e isso faz-me sentir assim descrente. Acima de tudo olho prá frente e não vejo muitas saídas e isso deixa-me um pouco arrasado.

E pronto, é mais ou menos isto. Espero que 2011 seja bem melhor.

Obrigado aos meus amigos por estarem presentes.

E acima de tudo, "faça-mo-nos ao largo, pois espera-nos o mar imenso do futuro"! Com fé e sempre lutando lá chegaremos.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

domingo, 26 de dezembro de 2010

Calendários...

O bom destas coisas dos anos e das décadas que nunca se sabe bem quando passam, é que assim podemos fazer os balanços dois anos seguidos. No ano passado já tinha havido o respectivo balanço da década, mas este ano, por vias das dúvidas, e para não falhar nenhum tema, voltam a repetir-se. Dá para todos!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

É Natal!!

Que nesta altura e no meio de tanta azáfama de compras, comidas, bebidas e sempre alguns excessos, não nos esqueçamos do essencial. O Natal é do Menino Jesus, que nasceu nos meio de nós, Deus feito Homem para nos deixar uma mensagem de Paz e Esperança.

FELIZ NATAL!

Meus amigos, fugindo um pouco das normas desta altura, deixo aqui aquela que será sempre para mim a canção que melhor trata a amizade. E o que é o Natal senão o tempo em que se celebra o Amor!! Obrigado a todos por serem meus amigos ou conhecidos e por gostarem um "pouco" que seja da minha pessoa!! FELIZ NATAL! Paz e bem!! :D


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Já tenho pc de novo!

O meu computador está de volta! Como a avaria no monitor saía demasiado cara, resolvi comprar um monitor e agora trabalho só na secretária! Uma dia destes invisto numa máquina nova, mas para já é assim que vai durar mais uns tempos!

Entretanto espero que estes tempos também tragam novas e melhores ideias para posts!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Pop-pimba-kitch...

Acrescentem o resto dos adjectivos para isto, sff! Obrigado!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Uma verdade inquestionável!

As mulheres estão cada vez mais bonitas! Dá gosto sair à rua, que a qualquer momento podemos ser agradavelmente surpreendidos!

E pronto, era só isto!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Aquele pormenor mata-me!

Este anúncio do post anterior é um bom exemplo de como é possível fazer excelente publicidade, que cativa, usando os argumentos certos, realçando os detalhes e guardando o melhor para o fim!
Clichê, dirão muitos! Eu digo classe e bom gosto, pois não é preciso revelar tudo às claras para que a mensagem passe. Aliás, é mesmo esse o segredo! Se não fosse aquele detalhe no final, com a fita rosa, o anúncio seria apenas mais um!

Aquele pormenor...

... "mata-me"!!

domingo, 12 de dezembro de 2010

Sem palavras...



Mais uma daquelas que faz o meu dia um pouco melhor!

Simples, mas delicioso!

"Vou jantar a casa de um amigo e ele diz para nos encontrarmos no supermercado. Sigo-o pelos corredores como um passageiro no banco do pendura numa road trip - com o rádio ligado e os olhos na janela. Ele escolhe fruta enquanto me fala do estado das coisas: "Este sistema é baseado na dívida. O sistema quer que a malta esteja endividada. Mas só podes mudar isto a partir do sistema." Digo- -lhe que há mais mulheres bonitas e sem aliança naquele estabelecimento que em muitos bares. Ele diz que sabe que tem de comprar uma coisa mas não se lembra o quê. Isso deixa-o mais irado com o sistema. O meu amigo encomenda sushi. Estou num supermercado mas parece um SPA. Tudo estilizado e bem embalado. Ele segue por um corredor luminoso. Diz: "Estes gajos não têm um lubrificante de jeito." Pergunto: "Para que é que queres um lubrificante?" Ele: "Para o que é que achas?" Sushi, lubrificante, dois tipos às compras. Digo: "Vão pensar que somos um casal." Toca o telemóvel, passo-lhe o aparelho e digo bem alto: "É a tua namorada, não conseguia ligar-te e quer falar contigo." Na caixa ele diz: "Primeiro tens de perceber o sistema, só depois podes agir no sistema, e nós não fazemos ideia de como funciona." Pela segunda vez numa semana um banco telefona-me a oferecer crédito. Explico, depois de desligar: "O sistema queria falar comigo." Descubro uma miúda gira na outra caixa, vou avisar o meu amigo, mas ele já reparou. E é por isso, mas também porque responde "não" quando lhe perguntam se tem cartão Jumbo, que somos amigos há tanto tempo."

Hugo Gonçalves
hugoionline@gmail.com


Daqui!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Sobre a educação e o relatório PISA, ou lá o que é! (II)

Eu não sou baptizado, mas estou vacinado. 
(Tenho de ensinar esta aos meus filhos!)

Depois do homem deixar de ser macaco passou a ser Egípcio. 
(Mmm... isto ainda não sabia!)


A Primavera é a primeira estação do ano. É na primavera que as galinhas põem os ovos e os agricultores põem as batatas. 
(Nunca mais como batatas...)

O meu tio levou o porco para a casota e lá foi morto juntamente com o meu avô. 
(Bem, se o avô já lá estava...)

Quando o nosso cão ladrou de noite a minha mãe foi lá fora amamentá-lo. Se não os vizinhos ficavam chateados. 
(E assim, como terão ficado?)

A minha tia tem tantas dores nos braços que mal consegue erguê-los por cima da cabeça e com as pernas é a mesma coisa. 
(Acho que a mim aconteceria o mesmo às  pernas.)


Um círculo é um quadrado redondo. 
(Esta é absolutamente fantástica!)

A terra gira 365 dias todos os anos, mas a cada 4 anos precisa de mais um dia e é sempre em Fevereiro. Não sei porquê. Talvez por estar muito frio. 
(Um génio!)

A minha irmã está muito doente. Todos os dias toma uma pílula, mas às escondidas para os meus pais não ficarem preocupados. 
(Sem comentários.)

The end

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Sobre a educação e o relatório PISA, ou lá o que é! (I)

A ser verdade o que se segue, estamos claramente no bom caminho!
(recebido por mail)



Alunos do 1º ciclo respondem a perguntas diversas...

O Papa vive no Vácuo. 
(?!?!?!?!)

Antigamente na França os criminosos eram executados com a Gelatina. 
(Pelo menos assim não doía tanto...)

Em Portugal os homens e as mulheres podem casar. A isto chama-se monotonia. 
(É frustrante que até na 2ª classe já pensem assim...)

Em nossa casa cada um tem o seu quarto. Só o papá é que tem de dormir sempre com a mamã. 
(Um destino terrível...)

Os homens não podem casar com homens porque então ninguém podia usar o vestido de noiva. 
(A ver vamos...)

Os meus pais só compram papel higiénico cinzento, porque já foi utilizado e é bom para o ambiente. 
(Que bom!)

Adoptar uma criança é melhor! Assim os pais podem escolher os filhos e não têm de ficar com os que lhe saem. 
(Pois é, com os animais de estimação também funciona assim!) 
Adão e Eva viviam em Paris. 
(Sim, sim, lá também é paradisíaco!)

O hemisfério Norte gira no sentido contrário do hemisfério Sul. 
(Viver ao longo do Equador deve ser muito divertido!)

As vacas não podem correr para não verterem o leite. 
(Que bom saber isso.)

Um pêssego é como uma maçã só que com um tapete por cima. 
(Nunca tinha pensado nisto!)

Os douradinhos já estão mortos há muito tempo. Já não conseguem nadar! 
(Conseguem sim! No óleo da frigideira!)
 
(continua)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Não era, certamente!

Se podiam fazer as coisas bem, deixar-se de jogadas ocultas e corrupção, em vez de perseguir agora o Wikileaks!? Poder, podiam, mas não era a mesma coisa.

Bora lá pessoal...

... aprender como se faz!!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Veio mesmo a calhar

O meu pc avariou, o que é sempre uma coisa boa de acontecer. Foi o écrã que deu o berro. Entretanto vai para o conserto e ainda não sei quanto tempo demora nem quanto vai custar. Se for muito caro provavelmente optarei por comprar um novo e usar aquele ligado a um monitor externo, que sempre dura mais uns tempos e depois logo se vê.
Como agora não tenho máquina disponível, é normal que os posts por aqui também reduzam. Já não eram muitos, mas mesmo assim vou tentando manter a chama acesa. Há sempre alguém que passa por aqui e que vai lendo os meus devaneios.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Porque não é fácil esquecer...

... e porque hoje de manhã, o Nuno Markl na sua Caderneta de Cromos, fez um cromo sobre esta banda.

Mas sobretudo porque não é fácil esquecer-te, e recordar esta música que fez parte da nossa longa lista que íamos trocando diariamente com os sentimentos à flor da pele! Tudo isso terminou, mas estou certo de que nunca mais me irei esquecer desses tempos.



A canção não é nada de especial, assim como a banda, mas quando se está apaixonado, who cares!?

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"Alimente esta ideia!"

Sobre a campanha do Banco Alimentar do passado fim de semana... pese embora toda a generosidade e solidariedade que são de louvar por parte dos milhares de pessoas que contribuem nestas causas, é de salientar que quem ajuda são sempre os mesmos.

Numa altura de crise instalada e que vai cá ficar muitos anos, tem de ser o povo a ajudar o povo. Todos os dias são cometidos roubos e atropelos contra o povo, mas este continua sempre a pagar. Paga as crises impostas pelos barões que passam incólumes e ainda tem de pagar para que quem menos tem, tenha um pouco mais.

É de enaltecer este espírito de entre-ajuda, mas fosse o povo unido na causa maior que urge para este país, que é limpar do poder esta gentinha que nos (des) governa, e certamente não estaríamos tão mal assim. Mas fora isso, ainda bem que somos um povo generoso e solidário.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A magia da rádio! (2)

Às vezes apetecia-me arranjar um emissor, montá-lo no telhado, e voltar ao tempo das rádio piratas. Dizer não à ditadura da playlist e dos animadores formatados! É que cada vez dá menos gozo ouvir rádio, sobretudo numa altura em que passam todas as mesmas músicas, várias vezes ao dia, apenas para fazer a vontade às editoras e a quem promove os artistas.

Mas como eu sei que os tempos são outros, vou continuar na minha busca por outros quadrantes musicais e deixar-me surpreender por tanta coisa boa que anda por aí a sair, mas que urge trazer à tona, mas que infelizmente não acontece.

A magia da rádio!

Um dos sonhos que trago comigo desde sempre é o de um dia fazer rádio. Quer dizer, já cumpri esse sonho, em tempos, na escola e depois na universidade, mas fazer um programa a sério é outra coisa. Desses tempos em que falava ao microfone nos meus tempos de estudante, as regras eram ditadas consoante a disposição do dia, sem muitas regras, que era o que se queria, mas sempre com uma grande vontade de comunicar, de dizer algo, mesmo sabendo que muitas vezes ninguém estava do outro lado para me ouvir. Mas isso pouco importava perante a importância que sempre atribuí à comunicação, e à emoção de subir o cursor na mesa de mistura, ir descendo a pista de música em simultâneo, e começar a dizer o que me ia na alma no momento.

Desde resultados do futebol, histórias e piadas do momento, galhofa e picardias com os meus colegas no estúdio, tudo valia e dentro dos limites, nada era proibido. Lembro-me de um dia até ter cantado uma música. Eu que nunca cantei em lado nenhum, mas é esta mesmo a magia da rádio.

Tudo isto para dizer, que nos últimos dias ando com uma vontade grande de fazer um programa. Apetece-me desenvolver e apresentar uma proposta para cumprir este desígnio. Não tenho bem uma ideia definida, mas gostava de experimentar um espaço onde se pudesse conversar sobre tudo e mais alguma coisa, ter convidados e debater um tema, passar músicas alternativas, contar histórias, comentar notícias... Enfim, um espaço onde a liberdade impere e as conversas vão fluindo naturalmente.

Para já não sei bem como orientar esta ideia, mas entretanto vou pensando nisso e um dia destes pode ser que surja algo.