terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Love hurts!!!

Ainda no outro dia deixava aqui a confissão de que ando com o coração dividido. Ainda por cima está dividido em três. Se por um lado ainda pairam sobre mim as recordações de uma relação "passada", por outro apareceram novas pessoas entretanto que me ocupam a mente e o coração.

Uma delas já a conheço há uns quatro ou cinco anos e de cada vez que tenho a oportunidade de estar com ela, há qualquer coisa que desperta no meu interior e que me deixa assim meio sem jeito. Gosto muito de privar com ela, a conversa entre nós flui naturalmente e o tempo passa sem dar por isso.

A outra, conheci há uns meses, de uma forma perfeitamente involuntária, e desde aí tenho dentro de mim algo que não sei bem explicar. Há dias em que estou com ela que me sinto muito bem, havendo momentos em que sinto aquele célebre "formigueiro" na barriga de que tantas vezes nos socorremos para ilustrar estas situações. Ainda por cima trata-se de uma situação "complicada" pela nossa diferença de idade e porque ela tem uma relação. E ela é tão querida e simpática que às vezes apetece-me arriscar...

Ando a tentar resolver este dilema e a tentar perceber para que lado seguir, que opções tomar. Hei-de ou não falar nisto a alguém!? Estou tentado, no caso da segunda pessoa que falei, de um dia destes falar com uma amiga próxima dela e "abrir o livro", mas não sei se será correcto fazer isso.

Ai como isto anda...

Sem comentários: