quinta-feira, 28 de abril de 2011

Um ano...

e meio depois, ainda me apetecia dizer-te "não desistas de mim"!



Sei que para ti fui eu quem desistiu de nós, mas acredita que estava a tentar e a esforçar-me para que as coisas não fossem como infelizmente foram. Tenho pena e ainda hoje tenho saudades todos os dias. E tenho medo que assim seja durante muito tempo. Demasiado tempo...

domingo, 24 de abril de 2011

Vídeos e relações...

Nos últimos dias um amigo veio ter comigo para lhe fazer um vídeo com fotos e texto para dar à namorada, ou melhor ex-namorada. Ao que parece deram um tempo e entretanto as coisas já não avançaram mais.

O vídeo era para ele tentar passar-lhe uma mensagem e sobretudo para tentar que ela reconsidere na sua decisão de terminar a relação, e vi nesse meu amigo que através de algo mais concreto e material, visual, a esperança de que ela pelo menos pare para pensar de novo que a relação vale a pena.

Enfim... e eu como sou o "tipo" multimédia aqui do sitio, vá de ele me telefonar e "encomendar" esse trabalho. Bem sei que é um trabalho, e tentei fazê-lo o melhor que pude com o material disponível e da maneira que achei melhor para o fim a que se destina, mas ainda assim é sempre difícil fazer uma coisa para este fim e com este conteúdo. Ficou mais ou menos certo a principio que seria uma coisa profissional, e que ele desde logo frisou que fazia questão de pagar, mas o que cobrar perante esta situação? Se por um lado foi um trabalho, por outro é um amigo de longa data e que ainda por cima é uma situação sempre delicada.

Estou a pensar em fazer um preço simbólico, mas apenas porque ele insiste. Será que faço bem, que faço mal? Espero não ser injusto, e sobretudo espero que o meu contributo através da minha "arte" possa ajudar no propósito para que foi criado e que um destes dias já os possa ver de novo juntos. E felizes, tal como as fotos que usei o demonstram!

sábado, 23 de abril de 2011

...

Há mais de um mês que aqui não escrevia nada. Tempo esse que tem passado a correr. E estou na mesma... infelizmente.
É difícil arranjar trabalho, mas por vezes também me faltam as forças e a motivação para lutar e andar para a frente. Vou fazendo aqui e ali umas coisas, tentativas de evolução na busca de algo mais, mas fico-me por aí. Como eu gostava de ser diferente e ter mais força para me agarrar à vida...

Enfim, vou tentar fazer mais e melhor... tenho mesmo de o fazer, mas a maré não é nada favorável e é-me cada vez mais difícil remar contra a corrente...